UTI Aérea Neonatal

14/01/2020 – Os cuidados especiais na UTI Aérea Neonatal (!)

O voo aeromédico, em todas as suas etapas, já deve ser realizado por uma equipe competente. Mas se tratando de transporte de recém-nascido, esse cuidado deve ser ainda maior. A Sete Táxi Aéreo, que atua há mais de 42 anos em transporte aeromédico, realiza todos os anos centenas de transportes de recém-nascidos, nas diversas regiões do país.

Segundo Diogo Vilella, Diretor Comercial da Sete, quando ocorre esse tipo de transporte, toda a preparação do voo começa no local de origem do paciente. Ele ainda destaca que 03 pontos se preponderam para a excelência nesse tipo de transporte:

1) Regulação Médica – Antes de ocorrer o voo, uma equipe médica experiente parceira da Sete Táxi Aéreo entra em contato com os médicos do hospital onde se encontra o recém-nascido e realiza toda uma verificação das condições do recém nascido para aquele voo, recursos necessários para garantir a segurança, os cuidados especiais de acordo com cada quadro clínico, assim como, se existe algum desafio maior que impeça naquele momento de ser realizada a remoção.

2) Equipamentos – Com base nesse quadro clínico, existe um alinhamento entre os médicos e a equipe de organização do voo que define a aeronave, estrutura do transporte terrestre da origem, os tipos de equipamentos que mais serão utilizados no decorrer do voo, medicamentos e outros. Os equipamentos são checados, testados, calibrados e auditados para usos. Todos com redundâncias de funcionamento, para garantir a eficácia da operação. A Sete Táxi Aéreo, possui um cuidado especial de manter as incubadoras pré aquecidas, para em caso de urgência realizar os procedimentos com o máximo conforto possível para o RN e familiares.

3) Equipe – A equipe responsável pela realização do voo precisa ser experiente, tanto a tripulação, pois as vezes são necessários procedimentos específicos para a decolagem, pouso, altitude e outros, de acordo com o quadro clínico do recém-nascido. Tão quanto, a Equipe Médica. A Sete Táxi Aéreo prioriza a especialização da Equipe Médica, inclusive todos os médicos possuem experiência em UTI e os enfermeiros são graduados. Para o transporte aeromédico e UTI aérea de recém-nascidos, os voos são realizados com médicos especialistas em pediatria, isso cria um elo ainda maior com o RN.

Foi com todo esse cuidado e muito mais, que a Sete Táxi Aéreo realizou o voo da pequena Ayla, de apenas 11 dias, entre a cidade de Maceió – AL e Porto Alegre – RS no último dia 07/01/2020. A tripulação, comandada pelo piloto Gabriel Lopes da Silva e o co piloto Rodrigo Alves de Brito, realizaram com êxito a missão.  A Sete Táxi Aéreo deseja que a Ayla cresça cercada de muito amor e energia para aproveitar cada etapa da vida junto aos seus familiares e amigos!