UTI

UTI aérea Sete resgata passageiro com insuficiência renal no interior da Bahia

O senhor Douglas Ferro Vieira, de 71 anos, devido a um acentuado quadro de insuficiência renal, necessitou dos serviços de transporte aeromédico (UTI aérea) da SETE no último mês de outubro. O paciente se encontrava em Caetité, no interior da Bahia e foi levado pela UTI aérea da SETE até a capital Salvador.
A insuficiência renal aguda é a perda súbita da capacidade de seus rins filtrarem resíduos, sais e líquidos do sangue. Quando isso acontece, os resíduos podem chegar a níveis perigosos e afetar a composição química do sangue, que pode ficar fora de equilíbrio.
Também chamada de lesão renal aguda, a insuficiência é comum em pacientes que já estão no hospital com alguma outra condição. Pode desenvolver-se rapidamente ao longo de algumas horas ou mais lentamente, durante alguns dias. Pessoas que estão gravemente doentes e necessitam de cuidados intensivos estão em maior risco de desenvolver insuficiência renal aguda.
As aeronaves da SETE são equipadas para todo tipo de emergência e contam com: oxímetro, capnógrafo, bombas de infusão, cardioversor CMOS Drake, monitor cardíaco dash-3000, kit lifeport, incubadora, monitor cardíaco b-40, ventilador pulmonar, respirador volumétrico, ked adulto, glicosímetro, sistema suplementar de energia, sistema suplementar de oxigênio, dispositivo para imobilização, desfibrilador e cardioversor, marca-passo cardíaco não invasivo, respirador mecânico pneumático, além de kit de medicamentos e materiais.