Aeromédico

31/01/2020 – Aeromédico: Cuidado especial ao voltar para casa!

A maioria dos voos aeromédicos são realizados em circunstâncias emergenciais, buscando o transporte do paciente de um local com menos recursos para um ambiente mais preparado para a complexidade do quadro clínico. Esses momentos críticos requer da tripulação e equipe médica um extremo cuidado na preservação da vida e controle emocional focado na recuperação do paciente.

No entanto, vem crescendo a quantidade de pessoas que aderem o aeromédico como transporte aéreo pós alta hospitalar e no retorno as suas residências ou domicílios de recuperação. O conforto do voo privado, e o acompanhamento da equipe médica para qualquer variação da estabilidade do quadro do paciente são alguns dos principais motivos para essa escolha.
Um exemplo dessa missão foi o voo da Sete Táxi Aéreo realizado no dia 29/01/2020, com o objetivo de transporte da senhora Amália do Conjunto Hospitalar do Mandaqui – SP para um domicilio familiar em Goiânia-GO. “Mesmo tendo alta o paciente as vezes precisa de um cuidado especial. O transporte aeromédico nesse caso reduz significativamente o stress do aeroporto, a possibilidade dele adquirir alguma virose ou outros com a exposição em grande público, em virtude da queda da imunidade muitas vezes provocada pelo quadro clínico e outros.” Destaca Diogo Vilella, Diretor Comercial da Sete Táxi Aéreo.

Nesse caso especifico de voo, as condições do paciente é decisiva para escolha do tipo de aeronave, equipamentos e se será necessário ou não equipe médica abordo. Podendo, dependendo desses itens o voo ser classificado como executivo.

A Sete Táxi Aéreo deseja que a senhora Amália se recupere o mais rápido o possível junto aos seus queridos!